10 Curiosidades sobre Divórcios

Pesquisa realizada através de números coletados a partir da Central Notarial de Serviços Eletrônicos Compartilhados (Censec), banco de dados administrado pelo Colégio Notarial do Brasil com base nas informações do Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA), que entre outras informações contempla os dados dos cartórios de registro civil.

Créditos da Foto site: www.anoregsp.org.br
  1. Mulheres no comando: elas foram responsáveis por aproximadamente 60% dos pedidos de divórcios não consensuais em 2017, data do último levantamento do IBGE.
  1. Divórcios por minuto: 1,4 brasileiros se divorcia por minuto no Brasil. Quando você terminar de ler esse texto (se demorar tanto quanto o redator) 4 pessoas terão se divorciado.
  1. Filho único: a maior incidência de divórcios se dá entre casais que possuem apenas 1 filho (86.648), ou seja, 33% dos casais. Dica: as chances de o casamento dar certo aumentam proporcionalmente ao número de filhos. Apenas 3% dos casais com mais 4 herdeiros se divorciam.
  1. Mês do desgosto: agosto é a época do ano com mais divórcios extrajudiciais (realizados diretamente nos cartórios de notas). Se comparado com janeiro, período do ano com menos atos realizados, o índice é 32% maior.
  1. Época de atenção: os divórcios extrajudiciais sempre aumentam no segundo semestre do ano. Em média, a chance de uma pessoa se divorciar na segunda metade do ano é 13% maior.
  1. Fim amigável: o número de pessoas que preferem se divorciar amigavelmente é 65% maior do que o número de pessoas que preferem o litígio. Em 2017 foram 195.223 divórcios consensuais realizados, ante 103.006 não consensuais.
  1. Campeão: São Paulo liderou os divórcios feitos em cartórios de notas em 2018, com 17.207 atos, seguido pelo Paraná, com 9.433, e Minas Gerais, com 8.459.
  1. Casa, divorcia: a proporção de casamentos para divórcios é de 3 para 1. Em 2017, a cada 3 brasileiros que se casavam, um estava se divorciando.
  1. Meu e seu: o regime de bens mais utilizado pelos casais é a comunhão parcial. Em 2017, o regime representava 88%.
  1. Maturidade: a idade em que o homem mais se divorcia é entre 35 a 39 anos, correspondente a 17% do total de divórcios. Já entre a mulheres, a faixa etária com maior incidência de divórcios também é os entre 35 e 39 anos, 17%.

Fonte: Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo – https://www.cnbsp.org.br/index.php?pG=X19zYWxhX2ltcHJlbnNh#m



Deixe uma resposta

× Como posso te ajudar?