Advogado Empresarial Curitiba

Se você está procurando por um Advogado empresarial em Curitiba, saiba que temos uma equipe de advogados especializados em solucionar problemas de lucros, gestão, resolução de litígios, reestruturações e insolvências e defesa familiar, além disso combinamos uma vasta experiência adquirida ao longo de muitos anos com profundo conhecimento do mercado e um compromisso total com nossos clientes.

Esteja você negociando uma transação vultuosa, buscando representação legal para lidar com questões judiciais simples ou complexas, reestruturando seu portfólio de ativos ou procurando recursos jurídicos, podemos atender às suas necessidades.

advogado-empresarial-curitiba

Escritório de advocacia empresarial em Curitiba

Nosso escritório de advocacia é especializado em direito empresarial e é composto por advogados experientes, capazes de aconselhar nossos clientes sobre a gama completa de serviços jurídicos necessários para apoiar suas operações comerciais, como a execução de contratos, a criação e gestão jurídica de seus negócios, emprego/direito do trabalho e gestão de recursos humanos, gestão de propriedade intelectual, litígios de contenciosos civis e comerciais perante os tribunais ordinários e arbitrais.

O que podemos fazer pela sua empresa

Nos antecipamos a problemas que podem surgir para seus clientes no futuro e trabalhamos de acordo para ajudar a evitar tais problemas. O advogado empresarial João Antonio Gaspar pode fazer isso de várias maneiras. Por exemplo, representando um cliente em uma transação de empréstimo redigindo os documentos necessários, como o contrato de empréstimo, nota promissória e contrato de garantia, com o objetivo de proteger o cliente e garantir que o mutuário seja obrigado a pagar o empréstimo na forma solicitada. Além disso, atuamos com o intuito de prever o cenário em que o tomador do empréstimo ficará inadimplente e deverá fornecer recursos para o credor se esse cenário surgir.

O advogado empresarial desempenha um papel muito importante na intersecção dos mundos empresarial e jurídico.

O advogado empresarial também deve compreender não apenas a lei, mas também os fundamentos do trabalho do cliente e seus objetivos comerciais.

Se um assunto estiver além do escopo do departamento jurídico interno, o advogado interno consultará os advogados de negócios em um escritório de advocacia para determinar o curso de ação apropriado. Desta forma, o advogado empresarial é simultaneamente advogado e cliente, agindo como elemento de ligação entre qualquer escritório de advocacia externo e a sua sociedade.

A maioria dos advogados de negócios não se envolve em litígios ou argumenta casos em tribunal. Alguns litigantes e advogados especializados em direito comercial, porém o advogado empresarial típico faz a maior parte do trabalho no escritório ou em uma reunião em uma sala de conferências com outros advogados e empresários. A maior parte do tempo do advogado empresarial será gasta em negociações, análises jurídicas, redação de contratos, consultoria e redação.

Todos os negócios precisam desde o início de dois profissionais: um contador e um advogado. As razões para contratar um contador são bastante óbvias – você precisa de alguém para ajudá-lo a configurar seu “plano de contas“, revisar seus números periodicamente e preparar todas as declarações de impostos federais, estaduais e locais necessárias. O motivo da contratação de um advogado empresarial pode não ser tão aparente. Um bom Advogado Empresarial em Curitiba fornecerá assistência vital em quase todos os aspectos de seus negócios, desde a conformidade de zoneamento básico e aconselhamento sobre direitos autorais e marcas até a incorporação formal de negócios e ações judiciais e responsabilidades.

 

Publicidade

 

Se você está sendo processado, é tarde demais. A maioria das pequenas empresas adia a contratação de um advogado até que o oficial de justiça esteja na porta, entregando-lhes uma intimação. Erro grave. A hora de encontrar um advogado empresarial é antes de você ser processado. Depois de ter recebido uma citação e reclamação, é tarde demais – o problema já ocorreu, e é apenas uma questão de quanto você terá que pagar (em custas judiciais, honorários advocatícios, acordos e outras despesas) para resolver o problema.

A maioria dos advogados concorda que, embora ninguém goste de pagar honorários advocatícios por nada a taxa que um advogado cobrará para mantê-lo fora de problemas é apenas uma pequena fração dos honorários que um advogado cobrará para tirar você dos problemas assim que acontecerem.

Assim como os médicos, os advogados estão se especializando cada vez mais. Alguém que faz principalmente testamentos, fechamentos de casas e outros assuntos “não comerciais” provavelmente não é uma boa opção para sua empresa. No mínimo, você precisará dos seguintes conjuntos de habilidades. Quanto mais habilidades residirem no mesmo advogado especialista, melhor!

Contratos: Você precisará de um advogado que possa entender seu negócio rapidamente; preparar os contratos padrão de que você precisará com clientes, clientes e fornecedores; e ajudá-lo a responder a contratos que outras pessoas vão querer que você assine.

Organizações empresariais: Você precisará de um advogado que possa ajudá-lo a decidir se uma corporação ou sociedade de responsabilidade limitada é a melhor maneira de organizar seus negócios e preparar a papelada necessária.

Imóveis: Locações de espaços comerciais – como escritórios e lojas de varejo – são de alta complexidade e sempre são elaboradas em benefício do locador. Como eles tendem a ser documentos de “formato impresso”, você pode ficar tentado a pensar que eles não são negociáveis. Seu advogado deve ter um “adendo do inquilino” padrão, contendo disposições que beneficiem você, que pode ser adicionado ao documento de arrendamento impresso.

Impostos e licenças: Embora seu contador prepare e arquive sua declaração de imposto de renda comercial a cada ano, seu advogado deve saber como transformar a sua empresa em números para identificar os impostos federais e estaduais e compreender as consequências fiscais das transações comerciais mais básicas nas quais sua empresa se envolverá.

Propriedade intelectual: Se você trabalha com mídia, design ou outro tipo de negócio criativo, certamente será uma “vantagem” se seu advogado puder ajudá-lo a registrar seus produtos e serviços para proteção de direitos autorais e marcas registradas federais. Geralmente, porém, essas tarefas são realizadas por especialistas que não fazem nada além de trabalho jurídico de “propriedade intelectual”. Se o seu advogado disser que ele ou ela “é especialista em pequenas empresas”, ele deve ter uma relação de trabalho próxima com um ou mais especialistas em propriedade intelectual.

Seu advogado deve estar familiarizado com o seu setor e seu ambiente jurídico. Caso contrário, ele ou ela deve estar disposto a aprender os meandros disso. Procure na estante ou estante de revistas do seu candidato cópias dos mesmos periódicos e literatura profissional que você leu. Desconfie, entretanto, de advogados que representam um ou mais de seus concorrentes. Embora o código legal de ética (sim, existe um, acredite ou não) exija que seu advogado mantenha tudo o que você diz a ele estritamente confidencial, você não quer correr o risco de um vazamento acidental de informações confidenciais para um concorrente.

Seu advogado deve estar disposto a educar você e sua equipe sobre o ambiente jurídico de sua empresa. Ele deve dizer a você o que a lei diz e explicar como isso afeta a maneira como você faz negócios, para que você possa identificar os problemas com antecedência. O advogado certo distribuirá brindes como boletins ou memorandos que descrevem os desenvolvimentos recentes na lei que afetam o seu negócio.

Perguntas a fazer a si mesmo antes de contratar um Advogado Empresarial em Curitiba

Essa pessoa é realmente um empresário frustrado disfarçado de advogado? Alguns advogados se cansam de ficar do lado de fora olhando para dentro quando se trata de negócios. Esse advogado pode tentar questionar seu julgamento comercial. Desconfie de um advogado que se interessa muito pelos aspectos não legais de seu trabalho.

Essa pessoa se comunica bem? JP Morgan disse uma vez: “Não pago meus advogados para me dizer o que não posso fazer, mas para me dizer como fazer o que quero fazer”.

O advogado certo para a sua empresa não responderá às suas perguntas com um simples “Tudo bem” ou “Não, você não pode fazer isso”, mas irá delinear todas as opções disponíveis e dizer o que outras empresas na sua situação normalmente fazem.

Os escritórios estão convenientemente localizados? Você precisará visitar seu advogado com frequência, especialmente em seus primeiros anos no negócio. Você não deve perder um dia viajando de e para a cidade mais próxima sempre que precisar de aconselhamento jurídico. Na dúvida, escolha um advogado perto de casa.

Eu gosto dessa pessoa? Não se esqueça de seguir seus instintos e sentimentos.

Você deve ser capaz de se comunicar aberta e livremente com seu advogado em todos os momentos. Se você acha que não pode confiar em um determinado advogado ou acredita que os dois têm perspectivas diferentes, continue procurando.

Estratégias de redução de custos

Para muitos empresários, a ideia de consultar um advogado evoca visões assustadoras de projetos de lei em alta vertiginosa. Embora não haja como negar que os advogados são caros, a boa notícia é que há mais maneiras do que nunca de manter os custos sob controle. Comece aprendendo sobre as várias maneiras pelas quais os advogados cobram seu tempo:

Taxa fixa. Alguns advogados sugerem uma taxa fixa para certos assuntos de rotina, como revisar um contrato ou fechar um empréstimo.

Retenção mensal. Se você antecipar muitas perguntas de rotina, uma opção é uma taxa mensal que lhe dá direito a todo o aconselhamento jurídico de rotina de que precisa.

Taxa de contingência. Para processos judiciais ou outras questões complexas, os advogados geralmente trabalham em regime de contingência. Isso significa que, se tiverem sucesso, receberão uma porcentagem dos rendimentos – geralmente entre 25% e 40%. Se eles falharem, eles recebem apenas despesas diretas.

Faturamento de valor. Alguns escritórios de advocacia cobram taxas mais altas em questões comerciais se os advogados obtiverem um resultado favorável, como a negociação de um contrato que economize milhões para o cliente. Tente evitar advogados que usam esse método, que também é chamado de “contingência parcial”.

Não importa o tipo de método de cobrança que seu advogado usa, aqui estão algumas etapas que você pode seguir para controlar os custos legais:

Esteja preparado. Antes de se encontrar ou ligar para seu advogado, tenha os documentos necessários com você e saiba exatamente o que deseja discutir. Envie os documentos necessários por fax com antecedência para que seu advogado não tenha que lê-los durante a conferência e possa ir direto ao assunto.

Reúna-se com seu advogado regularmente. À primeira vista, pode não parecer uma boa maneira de manter os custos baixos, mas você ficará surpreso com o quanto isso reduz as rodadas intermináveis ​​de etiqueta telefônica que afligem empresários e advogados ocupados. Mais importante, uma reunião mensal de cinco ou dez minutos (mesmo por telefone) pode economizar somas substanciais eliminando pequenos problemas jurídicos pela raiz, antes que tenham a chance de crescer.

Consulta com Advogado

O escritório do Advogado João Antônio Gaspar é especializado em direito empresarial e tem como missão a prestação de serviços de forma personalizada, oferecendo atendimento presencial, por chamada de vídeo ou também por ligação telefônica.

Além disso, temos como objetivo simplificar o atendimento jurídico e evitar litígios, logo estamos sempre propondo soluções eficazes para os conflitos, conforme a necessidade de cada cliente. Estamos localizados no Bairro do Portão, na cidade de Curitiba/PR, à Rua João Bettega, 1704, nosso telefone é (41)99690-6011, na cidade de Curitiba/PR.

Facebook
YouTube
LINKEDIN
Instagram
×